segunda-feira, 15 de maio de 2017

Mantra de Agradecimento


quinta-feira, 4 de maio de 2017

Mantenho a Saúde do meu corpo

Estou sempre descobrindo novas formas de melhorar minha saúde.
Mantenho a saúde do meu corpo dando a ele tudo o que precisa em todos os níveis.
Prefiro alimentos que são bons para o meu corpo. Amo cada célula do meu corpo.
Seu corpo se dedica da melhor forma possível a criar uma saúde perfeita.
Equilibro minha vida entre trabalho, descanso e diversão. Dedico um tempo igual para todos.
Faço escolhas saudáveis. Eu me respeito.
Confio em minha intuição. Presto sempre atenção para ouvir aquela voz interior.
Durmo o bastante todas as noites. Meu corpo gosta do modo como cuido dele.
Faço com amor tudo o que posso para ajudar meu corpo a manter uma saúde perfeita.
Sei que tenho um anjo da guarda especial que cuida do meu corpo. Recebo orientação e proteção divinas o tempo todo.
Estou livre de dor esofrimento, sinto-me totalmente em sintonia com a vida.
A cura acontece! Desligo minha mente e deixo que a inteligência do meu corpo promova seu trabalho de cura naturalmente.

Sou grato(a) por estar vivo hoje. É uma alegria e um prazer viver outro dia maravilhoso!

Por:Louise Hay

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Nunca Desista da Vida!!!

Sorria, já não há mais para que chorar A tempestade já se acalmou Olhe pro céu lá fora e veja o dia que surgiu Assim é bem melhor, não há o que temer A vida nos ensina ainda tem muito o que aprender Esse é o sinal. Não se sinta só. Existe alguém torcendo por você. Acenda essa luz. Decida se ver. Com os olhos que Deus olha pra você. Nunca desista da vida Tudo é possível ao que crê Sempre existe uma saída Deus não se esqueceu de você

Namastê

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Saúde Emocional

Pergunta a Osho: 

Eu reparei que, quando sinto raiva, tristeza ou preocupação, 
ela se reflete numa sensação física no estômago, 
no plexo solar. Às vezes, se estou muito perturbado, 
esse sentimento é tão forte que 
tenho dificuldade para dormir e não tenho vontade de comer. 
Você pode falar a respeito?



Todo mundo está carregando um bocado de lixo
no estômago, porque esse é o único espaço do corpo 
em que você pode reprimir as coisas. 
Não existe outro. Se você quer reprimir alguma coisa, 
você tem de fazer isso no estômago.

Você quer chorar — a sua mulher morreu, 
a pessoa amada morreu, um amigo seu morreu 
mas chorar não parece adequado. 
Se chora a perda de alguém, é como se fosse fraco, 
então você reprime o choro. 
Onde você vai pôr esse choro?

Naturalmente, tem de reprimi-lo no estômago. 
Esse é o único local disponível no corpo, 
o único local oco onde você pode armazenar as coisas.

Se você reprime no estômago...
 E todo mundo reprime esse tipo de emoção 
— amor, sexualidade, raiva, tristeza, choro e até risadas. 
Você não pode dar uma boa gargalhada, 
isso parece rude, vulgar. Em muitas culturas, 
se a pessoa dá uma boa gargalhada, 
significa que ela não tem educação. 
Então você reprime tudo.

E por causa dessa repressão você não consegue 
respirar fundo, a sua respiração é superficial. 
Se você respira fundo, essas feridas 
causadas pela repressão liberam energia. 
Você fica com medo. 
Todo mundo tem medo da respiração abdominal.

Toda criança, quando nasce, respira pela barriga. 
Olhe uma criança dormindo; 
a barriga sobe e desce, não o peito. 
Nenhuma criança respira com o peito; 
elas respiram com a barriga. 
Elas são completamente livres, nada as está reprimindo. 
O estômago delas está vazio de repressão, 
e esse vazio tem uma beleza no corpo.

Quando o estômago tem muita coisa reprimida,
 o corpo se divide em duas partes, a inferior e a superior. 
Você deixa de ser um só e passa a ser dois. 
A parte inferior é descartada. 
A unidade é perdida; surge uma dualidade no seu ser.

Você pode até ser bonito, mas não é mais gracioso. 
Você está carregando dois corpos em vez de um 
e sempre haverá uma lacuna entre os dois. 
Você não consegue andar com graciosidade, 
parece que tem de carregar as pernas.
 Na verdade, quando o corpo é um só, as suas
 pernas é que carregam você. 
Se o corpo está dividido em dois, então é você 
que tem de carregar as suas pernas.

Você tem de arrastar o corpo, como se ele fosse um fardo. 
Você não consegue fazer uma boa caminhada, 
não consegue dar umas boas braçadas na água, 
não consegue apreciar uma boa corrida 
— porque o corpo não é um só.

Para fazer todos esses movimentos, e apreciá-los, 
o corpo precisa ser reunificado. 
É preciso criar um uníssono outra vez; 
o estômago terá de passar por uma limpeza completa.

Para fazer essa limpeza no estômago, é necessária 
uma respiração muito profunda, porque, 
quando você inspira e expira profundamente, 
o estômago joga fora tudo o que ele está carregando. 
Nas expirações, o estômago se esvazia.

Por isso é tão importante uma respiração profunda. 
A ênfase deve recair nas expirações, 
de modo que o estômago possa se livrar d
e tudo o que ele está carregando desnecessariamente.

E, quando o estômago não está mais carregando 
emoções dentro dele, se você tiver constipação, 
de uma hora para outra ela também desaparecerá. 
Se estiver reprimindo emoções no estômago, 
haverá constipação porque o estômago 
não está funcionando livremente. 
Você está exercendo um controle profundo sobre ele; 
não lhe dá liberdade.

Portanto, se as emoções forem reprimidas, haverá constipação. 
A constipação é uma doença mais mental do que física; 
ela pertence mais à mente do que ao corpo.

Mas, lembre-se, eu não estou dividindo a mente e o corpo em dois. 
Eles são dois aspectos do mesmo fenômeno.
 Mente e corpo não são duas coisas separadas; 
o seu corpo é um fenômeno psicossomático. 
A mente é a parte mais sutil do corpo, 
e o corpo é a parte mais grosseira da mente.

E eles afetam um ao outro; andam juntos.
 Se você estiver reprimindo alguma coisa na mente, 
o corpo começará uma jornada de repressão. 
Se a mente liberar alguma coisa, o corpo também liberará. 
É por isso que eu enfatizo tanto a catarse nas meditações 
que desenvolvo. 
A catarse é um processo de limpeza.


Fonte: Osho, em "Saúde Emocional: Transforme o Medo, a Raiva 
e o Ciúme em Energia Criativa"

Pulseira Shambala


Shambala, na tradição budista Tibetana, é um vale perdido, um lugar místico ou real a ser encontrado entre o Himalaia e do deserto de Gobi representando cerca de Forma de paraíso. Também representa o chakra do coração ou a natureza de Buda, e a sabedoria humana básica. Os nós têm muito significado na tradição budista tibetana, pois representam interconectividade e perfeição, especialmente quando são sinetricos. Amarrar nós é uma forma de meditação....

domingo, 12 de março de 2017

Oração

Ó Deus-Pai,

Criador de todo o Universo, que dais existência a minha vida; fazei fluir para o meu interior o
Vosso infinito amor e fazei resplandecer em mim a luz espiritual de amor.”
“O infinito amor de Deus flui para o meu interior e em mim resplandece a luz espiritual de amor.
Uma aura suave como a lua cheia envolve meu ser.”
“Minha aura é suave, calorosa, pura e afável.
Transmito paz e alegria a todas as pessoas.
Eu amo todas elas.

MASAHARU TANIGUCHI

quinta-feira, 9 de março de 2017

Pensamento de 5ェ feira 9 de Março de 2017

"Seja o que for que façam, pensai em só distribuir influências benéficas. Para isso, podeis servir-vos das vossas mãos, que são dos melhores instrumentos de transmissão. Quando acariciais a cabeça daquele ou daquela que amais, em vez de procurardes nisso um prazer egoísta, concentrai-vos nas vossas mãos e dizei: «Que Deus te abençoe! Que nesta cabeça reine a luz, que todos os anjos venham instalar-se nela!» Nesse momento, o vosso amor já não será feito de sensualidade, ele transformar-se-á numa energia benfazeja e trar-vos-á uma sensação extraordinária de alegria, de dilatação. E quando tocais a cabeça do vosso filho, as suas perninhas ou os seus bracinhos, abençoai-os também, para que os anjos venham fazer dele um ser magnífico. 
Aprendei a abençoar assim tudo aquilo em que tocais: os objetos, os alimentos, os seres. É isso a verdadeira magia branca." 


De: Omraam Mikhaël Aïvanhov

sábado, 4 de março de 2017

Japamala



Seu Mala pode ser imantado com o poder de "Japa" de seu mantra, para isso você precisará praticar todos os dias, por pelo menos 40 dias seguidos. Após 108 dias o mala ficará carregado da energia do poder do mantra entoado/ murmurado/ meditado, e você poderá colocá-lo ligeiramente sobre si ou em outros, para transmitir a energia do mantra, armazenada na mandala de luz, formada em seu Mala.É importante ter um Japamala para cada fim, pois o Japamala que foi usado para meditação com algum mantra, oração ou palavra terá aquela energia específica. Então se quisermos entoar mantras diferentes por exemplo, devemos ter outro Mala para isso.



Fora da prática de meditação deve-se carregar o japamala consigo pendurado no pescoço e tirá-lo para tomar banho e dormir. É interessante manusear sempre seu japamala, mesmo não estando em meditação. Mexa em suas contas quando estiver parado, esperando algo, em uma fila, em descanso, isso reforça seus pensamentos e energia! 

Lembre-se que cada vez mais seu japamala será imantando com sua própria devoção e quanto mais amor, mística e devoção você tiver mais poderoso ele será, transformando em um amuleto ou talismã, trazendo-lhe sorte, proteção, tranquilidade, harmonia, felicidade, saúde, etc.


Como cuidar de seu Japamala
Há japamalas de diferentes materiais e todos precisam de cuidados especiais.
O melhor lugar para deixar seu japamala é em um lugar arejado, limpo e sagrado para você. Num altar é o mais apropriado. Se não estiver em casa, prepare um lugarzinho, uma mesinha de canto ou aparador e lá coloque uma estatueta sagrada de alguma divindade ou qualquer imagem sagrada para você. Coloque seus incensos, velas, réchaud com sua essência preferida, livros edificantes, tudo o que possa lhe trazer paz interior e que seja um cantinho para se sentar, meditar, fazer suas orações e agradecimentos.
Importante!

  • Não pendure seu Japamala. Isso pode fazer com que ele laceie ainda mais do que normalmente laceia com o uso.
  • Não deixe-o no chão.
  • Na prática da yoga, se estiver  com seu Japamala, deixe-o em cima do seu mat, ele contém sua energia.


Os japamalas da Om Shanti Japamalas são feitos com um cordão especial para costura de sapatos e bolsa, portanto é de extrema resistência. Usamos contas de madeira, açaí ou pedra. Alguns enfeites são colocados no entremeio das contas, em sua maioria de 9 em 9 contas. Pingentes de seda, pedra ou cordão com madeiras são usados para finalização após o Meru.

Os japamalas não possuem garantia de fabricação. Como já citamos, os “Malas” são “cordões de energia” considerados objetos sagrados que funcionam como amuletos protetores, sendo assim seu japamala poderá se romper quando houver grande carga energética negativa e/ou em situações de tensão, seja gerada por nós mesmos ou no ambiente externo.
O ideal, caso seu japamala se rompa, é descarta-lo, pois estará impregnado e já terá cumprido seu papel de protetor. Caso não queira descartá-lo, poderá limpar as contas e refazê-lo com um novo material. Estando pronto deverá passar por todo o processo de limpeza energética novamente.
Fonte: (httpF://safihquelbert.com/o-que-e-japamala.pdf)


Como escolher, limpar, usar e cuidar de seu Japamala.


Escolhendo seu Japamala
Japamala (Japa = repetição, Mala = cordão ou colar) É um objeto antigo de devoção espiritual, conhecido também como rosário de orações no ocidente. É um artesanato muito utilizado para ajudar nas orações e mentalizações como marcador. Existem de diversos tipos, tamanhos e materiais e podem ter uma quantidade diferente de contas, de acordo com a cultura ou religião. (ver mais no post Om Shanti Japamalas – 2º post do blog)
A primeira coisa que se deve fazer é escolher bem seu japamala. Escolha-o por intuição! Pelo que o seu coração diz!

Como limpar seu Japamala
Devemos primeiramente limpar o japamala escolhido com o intuito de tirar a energia impregnada pelo manuseio de terceiros para que possa receber o nossa energia.
Existem várias maneira de limparmos nosso japamala. Escolha o que mais lhe agradar!
  • Mergulhe-o numa mistura de água (250ml) com sal grosso (de 3 a 6 pedrinhas). Após mergulhado, retire-o e deixe secar naturalmente.
  • Acenda um incenso de sua preferência e passe-o na fumaça algumas vezes enquanto o energiza com bons pensamentos ou palavras, mantra ou orações.
  • Passe-o na chama de uma vela, pedindo para o elemental fogo transmutar todas energias negativas do seu Japamala.
  • Sente-se confortavelmente, segure-o com as duas mãos, leve-o ao peito e abra seu coração! Esse é um objeto sagrado, é o SEU objeto sagrado.
 Ou
  Invente a sua melhor forma de energiza-lo. Eu acredito em nosso poder! O poder de uma mente voltada para o bem de toda a humanidade, paz para todos!

Para quem gosta de perfumes, pode-se pingar uma gotinha de essência de sândalo ou rosas pela manhã ou quando julgar necessário. Pingue no meru ou em suas mãos e espalhe no japamala para perfumá-lo.
Assim que sentir que seu japamala precisa ser novamente energizado, limpe-o, pois este está exposto a várias energias.

Como usar seu Japamala
O japamala é um rosário espiritual, um objeto sagrado, portanto devemos tomar alguns cuidados quanto seu uso e manuseio.
A partir do momento que você coloca seu japamala em contato com sua pele, ou manuseando em meditação ou no pescoço ele fica com sua energia, dizem que se ligam a nossa alma, não devendo ser tocado por mais ninguém, com exceção de alguma pessoa mais próximas ou da família, e muito menos emprestado.
Em oração ou entoando mantras, nos sentamos confortavelmente eretos com o japamala na mão direita e elevamos a altura do coração. Começamos com a primeira conta após a grande conta, o “meru” que significa “montanha” e que não deve ser tocado. O Meru é apenas o ponto inicial e final da contagem das 108 contas. 
Seguramos as contas com o polegar que representa o chakra da garganta e o dedo médio que representa o éter divino o chakra do coração, fazendo um “mudra” (gesto sagrado feito com as mãos, capaz de levar a diferentes estados de consciência) sendo este o da riqueza espiritual. Com o polegar puxamos as contas em nossa direção, o dedo indicador fica levantado, não podendo tocar as contas, pois algumas escolas dizem que é um dedo impuro, pois é o dedo que usamos para apontar defeitos e fazer julgamentos, somente o polegar e o dedo médio devem ser tocados nos intervalos das contas.
Pode-se, entoar mantras, fazer alguma oração ou até mesmo a repetição de uma palavra  como: amor, paz, luz, saúde, prosperidade, palavras de grande poder espiritual....

A MISSÃO

Cada "Filho do Sol" é um "Trabalhador da Luz", aquele que veio para este mundo com a nobre missão de difundir a Luz entre os seus semelhantes. Todos estão sendo convocados para a maior acção coletiva na História da Humanidade, que deverá atuar com base em uma ética planetária e um grande amor pela Mãe Terra.Cada ser humano é um reposítório de conhecimentos e diferentes habilidades. Todos, sem exceção serão necessários. Ninguém poderá esquivar-se dessa nobre e urgente missão, pois o destino do planeta está em jogo. Cada um de nós, deverá refletir quanto ao que singifica ser um "Trabalhador da Luz", um "Filho do Sol". O primeiro passo da missão será descobrir a si mesmo; o passo seguinte, depois da transformação pessoal, será participar ativamente da transformação do mundo.Mas tudo deverá ser rápido e dinâmico, bem de acordo com a época em que vivemos. Tenha amor por este belo planeta. Ele é a extensão de seu próprio corpo. Destruindo a Terra, destruiremos a nós mesmos. Destruiremos a magnífica Obra Divina!"
Seja a mudança que você quer ver no mundo".

Que o Deus Sol, abençõe suas palavras e ilumine os seus pensamentos...Para sucesso...Para amor...Para saúde...Para felicidade...Que os vossos Caminhos sejam iluminados pelos Grandes Mestres do Universo... Deus está em teu coração e o teu coração está em Deus... Namastê!
Orkutei.com.br